Primeiro dia…

Cheguei a Buenos Aires no primeiro dia já na hora do almoço. O aeroporto de Ezeiza é longe da cidade, e eu já estava morta de fome, porque tinha chegado ao Galeão às 05:30 da matina. Em condições normais eu já não cogitaria outro meio de transporte que não o táxi – com pai, mãe, tia, malas e fome, então…

Ainda dei uma passadinha no Banco de la Nación para trocar algum dinheiro. Normalmente eu não levo dólares quando vou a Buenos Aires, porque costumo sacar diretamente da minha conta no Itaú. Mas dessa vez levei e, por incrível que pareça, a melhor taxa que consegui foi essa do aeroporto – 1 dólar estava cotado a 3,09 pesos, contra 3,02 em todas as casas de câmbio que vi depois. Mas, atenção: o posto do Banco de la Nación fica depois da aduana! Ao lado das esteiras de bagagem há quiosques que pagam míseros 2,68 pesos por dólar… 

Como éramos 4 adultos com bagagem, iríamos precisar de 2 táxis. Acabei encontrando uma alternativa “quente”, uma super dica para quem vai sem pacote e, portanto, sem traslado: o transporte da Manuel Tienda León. Eles oferecem o traslado em ônibus, vans ou carros, e têm um stand bem em frente ao desembarque. Para 2 ou 3 pessoas, não vejo vantagem ao relação ao táxi tradicional, mas para 4 fez a diferença. Eles nos ofereceram um utilitário, tipo uma vanzinha, com espaço mais do que suficiente para as 4 malas e para nós, com relativo conforto, a módicos 93 pesos, ou US$ 31 – apenas US$ 7.75 por pessoa! E já planejamos reservar o traslado de volta ao aeroporto!

Chegamos ao hotel em cerca de meia hora e decidi apenas fazer uma foto do meu quarto no Facón, antes de sair pra rua de novo. E acabei mantendo o hábito nos hotéis seguintes, pra tentar mostrar fotos mais parecidas com a realidade dos quartos do que as fotos super produzidas que vemos nos sites dos hotéis… 😉

img_0264.JPG

Fomos então almoçar no La Caballeriza do Puerto Madero. Mas não, não fui comer uma parrillada… A parrillada, o churrasco típico da região, é feita com diversos tipos de miúdos – e eu (fresca, fresca, fresca!), cheguei até a provar uma vez, mas prefiro não passar nem perto. Sou fã mesmo de um belo bife de lomo – que sempre divido com alguém, porque eles costumam ser enormes!!! Peça jugoso, a punto ou cocido – mal passado, ao ponto ou bem-passado – sempre lembrando que o ponto deles é um pouco menos assado que o nosso. E se quiser o filé cortado ao meio na horizontal, para que fique mais baixo, peça que seja cortado mariposa – parecem mesmo as asas abertas de uma borboleta!

Lá, pra matar o tempo enquanto esperava o meu almoço, resolvi fazer essa foto da cerveja-símbolo da Argentina – a Quilmes. Mais uma vez, não sou muito fã de cerveja, mas acho que elas são muito fotogênicas… 😀

img_0269.JPG

Nesse dia nem saímos do centro. Tive que ir ao terminal do Buquebus, pra buscar as passagens que tinha comprado online e conferir se estava tudo Ok. Mais pro fim da tarde fomos dar uma volta, sentir um pouco o ritmo da cidade e dar uma conferida básica nas Galerías Pacífico… Acabei vendo um entardecer bem bonito em pleno movimento da Avenida Córdoba…

img_0288.JPG

Anúncios

18 Respostas to “Primeiro dia…”

  1. Rodrigo Says:

    Carla,
    Esse negócio de colocar os posts programados foi interessante.

    Está uma delícia de ler esses últimos posts. Informativos, cheios de dicas e muito parecido com um amigo querido relatando uma viagem.

    Vou acompanhar!

    Um abraço

    Rodrigo

  2. Ricardo Freire Says:

    Pronto, mais uma alma transtornada fotografando quartos de hotel assim que entra
    🙂
    🙂
    🙂

  3. Carla Says:

    😀
    E o pior é que a alma transtornada aqui quase acabava por transtornar outras… Achei ainda mais engraçado fotografar as comidas e bebidas nos restaurantes… Cheguei ao cúmulo de fotografar um prato vazio no Il Gatto – um prato, meu Deus, vê se pode!!!

    Rodrigo, a idéia é bem essa mesmo, de contar a viagem aos amigos, com dicas, detalhes, histórias, micos… Vem acompanhar, sim!

  4. Ernesto Says:

    Carla….

    Agora, sim, está ficando legal e interessante… por sinal a V& T deste mes tem uma matéria bem interessante sobre Buenos… Mas, faltaram points interessantes, como o Museu de Evita PEron, o Zoologico, o Jardim Japones, o Tigre, dentre outros….Boa sorte e muitas viagens para voce….

    Ps… Que tal uma série nova : micos na Argentina….

    Ernesto

  5. Carla Says:

    Pois é, Ernesto, Buenos Aires é uma cidade muito rica em atrações, para todos os gostos. Por isso, nós que gostamos da cidade sempre vamos achar que as matérias poderiam ter abordado em maior profundidade um ou outro ponto… Mas não tem jeito, né? A maior parte das pessoas vai até lá para passar 4 ou 5 dias na cidade, que nunca serão suficientes para experimentar muito além do circuito tradicional…

    Daí vem a importância de planejar a viagem e decidir de antemão o que se gostaria de ver. Por exemplo, eu sou uma apaixonada pelo Jardín Japonés, e faço questão de voltar lá sempre, mesmo que já o conheça como a palma da minha mão… Por outro lado, detesto esse culto a Eva Perón, por isso não tenho a menor intenção de visitar o Museu de Evita, embora reconheça que provavelmente é um trabalho histórico bem feito.

    Em relação aos micos, fica anotada a sugestão – mas acho que seria mais interessante contar minhas pagações de mico em outros lugares… Na Argentina sempre tive quem me alertasse contra as possíveis gafes, e sou fluente em espanhol, o que tira muito a graça da coisa… 😉

  6. Emília Says:

    Oi, Carla!
    Quando fui em 2002, fui ao centro pela Manuel Tienda Leon também, estava sem pacote. Realmente o serviço é ótimo e ainda conseguimos desconto por termos carteirinha de estudante 🙂

  7. Cecilia Says:

    Oi, Carla! Meus parabéns, com grande atraso, pelo blog! Fã confessa da Argentina, estou acompanhando seus posts, mas aguardando principalmente a parte do Uruguai, que não conheço. Um abraço!

  8. Arthur Says:

    Quilmes é onipresente… Se bem que já tem Brahma (a marca internacional da AMBEV). Mas uma coisa que acho engraçado: nos frigobares, restaurantes, etc, as bebidas só vem em garrafa – água, cerveja, refri… Lata de alumínio é dificílimo, porque será? Escassez de matéria prima?

  9. Carla Says:

    Emília, que dica boa essa da carteirinha de estudante! Eu nem tinha perguntado nada porque a minha está vencida… Estudantes, aproveitem!

    Cecilia, seja muito bem-vinda! Se der tempo, hoje mesmo começo a postar sobre o Uruguai ou, ao menos, sobre a viagem até lá! Não deixe de voltar pra conferir, Ok?

    Arthur, onipresente é mesmo a palavra em relação à Quilmes! E sabe que nunca tinha reparado nessa falta das latinhas?!? Alguém por aí sabe a razão disso?

  10. Adriana Bastero Says:

    Hola, que tal!

    Adorei o seu blog, me faz viajar pelas ruas de Buenos Aires, estou morrendo de saudades desta cidade que pouco conheci, preciso voltar pra conhecer outros lugares.

    Dê bastante dicas, OK!

    O que você acha de Palermo, só passei por lá, mas não conheci mais profundamente?

    Quanto está custando uma viagem de buquebus pro Uruguai?

    Um grande beijo e aproveite muito esta cidade maravilhosa!

  11. Carla Says:

    Bem-vinda, Adriana! Dessa vez fiquei pouco em Buenos Aires, porque estava a caminho do Uruguai. Na volta fiquei lá mais uns 3 dias, mas foi mais pra matar a saudade mesmo… É uma cidade onde a gente tem vontade de voltar sempre, né? Eu gosto muito de Palermo, gosto de andar pelas ruas, curto as lojinhas e restaurantes, mas também não conheço em profundidade, não… Ai, ai, acho que já tenho que voltar!

    Estou dando as dicas sobre o Buquebus no post que acabei de subir agora! Não deixe de conferir, Ok?

  12. Daniela Siqueira Says:

    Ai, que saudade!!

  13. Anabelle Mendes Says:

    Hola Carla,
    Há vários dias que estou, silenciosamente, lendo seus comentários, suas dicas sobre Buenos Aires e agradeço, tanto pelas informações como pela forma carinhosa de falar com todos. Em maio pretendo conhecer BsAs, a solas. Procurei os B&B porque minhas finanças são incompatíveis com a cabeça (que fazer?). Tenho 54 anos e me pareceu que os B&B são mais voltados ao “público” jovem mas alguns oferecem serviço de acompanhamento para programas noturnos; foi quando li sobre as vantagens de alugar um apartamento – isto está me encantando -. Então gostaria de saber se você pode me informar sobre algum serviço ou coisa equivalente que eu possa utilizar para estas saídas já que tenho receio de sair sozinha à noite. Receba meu abraço, Anabelle

  14. Carla Says:

    Puxa, Anabelle, na verdade eu não conheço nadinha sobre esses serviços… Mas fiquei aqui pensando se não seria interessante para você, mesmo se hospedando em um apartamento alugado, entrar em contato com os B&Bs e saber se você não poderia utilizar o serviços deles para a programação noturna… Podem não ser restritos aos hóspedes – acho que vale conferir! Boa sorte -e depois vem me contar, tá? 😉

  15. Anabelle Says:

    Carla, entrei em contato com o pessoal da By T Argentina porque li no site que prestam tais serviços, vamos aguardar. Não havia pensado nos B&Bs para isso. Obrigada Carla e Boas Festas!

  16. Janere Says:

    Olá gostaria de saber se alguém já ficou no IBIS de Buenos Aires e o que achou? Obrigada!

  17. Carla Says:

    Janere, eu nunca me hospedei no Ibis, não. Mas o que posso te dizer é que não gosto nem um pouquinho da localização dele – fica no meio do nada, perto apenas do Congresso, que é fora de mão até para as atrações turísticas do centro de Buenos Aires…

  18. Carla Says:

    Queridos, este blog foi desativado e está fechado para comentários. Todos os posts e respectivos comentários foram transferidos para a nova casa do Idas & Vindas, em http://www.idasevindas.com.br . Aguardo lá a sua visita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: