De passagem por Juliaca

Ao longo do planejamento da viagem, uma questão que ficou pendente por um bom tempo foi se iríamos de Puno a Cuzco de trem ou de avião. A viagem de trem, oferecida pela Peru Rail em um trem de luxo, o Andean Explorer, dura cerca de 10 horas e custava então US$ 130.00. Emocionalmente eu já tinha escolhido o trem…😉 Me encantava a idéia de passar o dia admirando a paisagem andina pela janela, curtindo a viagem em um trem que, afinal de contas, pertence à Orient Express, dona da Peru Rail…

Para meu desapontamento, entretanto, o Andean Explorer só faz o percurso Puno-Cuzco dia sim, dia não. No dia não, o percurso é inverso, e o trem volta de Cuzco a Puno… O nosso dia escolhido, 29 de julho de 2007, era um dia não…😥 Tínhamos então duas opções:

1. ficar mais um dia em Puno e depois passar o outro dia inteiro no trem, o que mataria 2 dos 4 dias que eu tinha reservado para Cuzco e Machu Picchu – isso provavelmente prejudicaria muito tanto a nossa estada em Cuzco quanto a nossa ida a Machu Picchu, e ainda nos deixaria com 1 dia inteirinho para preencher em Puno…

OU

2. trocar a viagem de trem pela mais sensata viagem de avião – e eu já tinha conseguido um vôo da Lan Peru no site da Enjoy Peru a módicos US$ 95.00, partindo de Juliaca às 09:00 h da manhã e chegando a Cuzco às 09:45 h.

Não havia mais o que pensar… Chegando a Cuzco antes das 10:00 da manhã ainda teríamos o dia inteirinho para fazer um reconhecimento bem descompromissado da cidade,  poderíamos ir buscar as nossas passagens para Machu Picchu com toda a calma, iríamos almoçar e jantar sem pressa, veríamos as lojinhas de artesanato sem correria, e ainda nos sobraria bastante tempo para dedicar aos nossos “compromissos turísticos” com a cidade nos dias seguintes…😉

Assim, no dia marcado, acordamos cedíssimo. Era um domingo, e naquele dia finalmente iríamos para Cuzco. No dia anterior tínhamos contratado,  no próprio Hotel Conde de Lemos, o nosso transporte de Puno até o Aeroporto de Juliaca, a 15 soles por pessoa, cerca de 10 reais. São cerca de 45 minutos de viagem, por isso estávamos prontas para partir às 07:00 h da matina…

Seguimos por estradas livres até a praça central de Juliaca:

img_1200.jpg

Poucos minutos depois chegamos ao aeroporto, onde tudo teria corrido às mil maravilhas se eu não tivesse criado o meu próprio “caos aéreo” particular…😆 Pois não é que me esqueci de despachar o meu alicate de cutículas dentro da mala?!? Na hora em que vi o formato daquela “arma” no visor do raio X, pensei que ele iria parar direto no lixo…😛 Mas a funcionária do aeroporto foi super solícita, e me explicou que eu poderia voltar ao check-in e pedir para despachar o alicate dentro de uma bolsa plástica, como um segundo volume, caso a minha mala já estivesse na esteira. Foi o que fiz, e ainda bem que o aeroporto estava vazio, porque foi uma corrida contra o tempo!!! Mas o que se há de fazer, né? Nós, meninas, temos as nossas pequenas vaidades…😳

Voamos em céu de brigadeiro até Cuzco. Ao contrário da maioria dos turistas que chega a Cuzco, estávamos vindo de uma cidade mais alta – Puno está a mais ou menos 3.800 m de altitude, contra os 3.400 m de Cuzco. Portanto, daquele momento em diante, nosso caminho seria para baixo… Adiós, soroche!!!😆

17 Respostas to “De passagem por Juliaca”

  1. Camila Says:

    Ufa, Carla! Já estava pensando que mais um atraso tinha comprometido um dia da sua viagem! Ainda bem que foi apenas um incidente de poucos minutos.😉

  2. Carla Says:

    Camila, fui eu que me enganei de vôo quando escrevi o post anterior… Na verdade, passei por um outro atraso, sim, mas foi no vôo de Cuzco a Lima, e não no de Juliaca a Cuzco… Até incluí uma atualização no outro post pra explicar…😉

  3. Emília Says:

    Eu tinha tido a mesma impressão que a Camila, ainda bem que tudo deu certo! E um tempo extra em Cuzco nunca é demais😀
    Eu acabei indo de Puno para Cuzco num ônibus que parava em alguns pontos interessantes da rota, como Pukara, Raqchi e Andahuaylillas.

  4. Carla Says:

    Emília, você se lembra quanto tempo levou a sua viagem de ônibus? Eu não tinha nem considerado essa opção, mas deve ter sido tão bonita quanto seria a viagem de trem…

  5. Patsy Says:

    Carla,
    Essa novela da vida real esta muito boa!
    E essa história do alicate, eu já vi muito cremes caros e coisinhas no lixo do lado do raio x, você teve sorte e tempo para poder enviar!

    abraços
    pat

  6. Carla Says:

    Patsy, o que dói é saber que às vezes é pura distração mesmo, ou pressa de arrumar as coisas, e não má-fé – e nem falta de informação!😉

  7. Camila Says:

    Emília, também queria saber sobre o ônibus… Por qual empresa você viajou?

  8. Emília Says:

    Carla, nesse dia nós acordamos cedíssimo para pegar o nascer do sol em Sillustani e o guia nos deixou, cerca de 8 da manhã, já no meio da estrada para pegar esse ônibus. Nós chegamos em Cuzco cerca de 5 da tarde. É longo o roteiro, mas muito interessante. Até o lugar em que eles param para o almoço é bacana (normalmente esse tipo de refeição é roubada). Gostamos especialmente das paisagens depois de Pukara até o almoço em Sicuani, de Raqchi (sítio arqueológico inca com adobe, bem raro) e Andahuaylillas, uma cidadezinha do interior fofíssima, com uma bela igreja cheia de pinturas. A minha vontade era de ficar por ali, a criançada brincando na praça, as casas coloniais…
    Sobre a empresa, eu não me lembro com certeza, mas acho que foi a Inka Express: http://www.inkaexpress.com.pe/ . Mas acredito que existam outras, pelo menos pesquisando na internet.
    Carla, eu adorei a idéia do trem, achei bastante romântica. Quem sabe numa próxima viagem? (Que eu espero sinceramente que aconteça…)

  9. Camila Says:

    Emília, eu já tinha lido sobre esse trajeto de ônibus, mas vi algumas pessoas reclamando de algumas empresas. Acho que só vou comprar as passagens lá mesmo. Em último caso tem o ônibus direto de Puno pra Cuzco e a viagem dura só 5 horas.

  10. Carla Says:

    Eu também guardei a idéia de ir de trem para uma próxima viagem… Estou sempre contando que haverá uma próxima vez, principalmente nos lugares onde gostei muito de ir…😉

    Camila, eu concordo com você que nesse caso deve dar pra esperar e decidir-se por lá mesmo – principalmente porque você não vai na altíssima temporada. Se você fosse em julho, eu não aconselharia, não…

  11. Alexandre Says:

    Olá Carla! Passei para ler suas dicas e dar um alô!!!

    Aguardo ansiosamente as dicas de Cusco e Machu Pichu!

  12. Carla Says:

    Seja bem-vindo, Alexandre! De hoje em diante, o assunto nessa novela aqui vai ser Cuzco e Machu Picchu por um bom tempo!!!😀

  13. Danielle Says:

    Conhecer Machu Pichu de fato é demais, entretanto, acho legal falar um pouco de Juliaca. Juliaca é no minimo exotica com seus inumeros triciclos e moto taxi por todos os lados.Quando conheci Juliaca, uma coisa que me chamou muita atenção, o lixo. A cidade é conhecida no departamento de Puno pela falsificação e contrabando. Muitos produtos são contabandeados e vendidos em Juliaca e exportado a outros lugares. Antes de cairmos em noçoes preconceituosos sobre este tema acho importante destacar as astucias do povo Juliaquenho em burla um sistema hegemonico de dominação. O que vemos em Juliaca é outra estetica que fala de trabalho e luta pela sobrevivencia. O lixo denuncia ” progresso” as versas que não prepara o povo para sua chegada, isto é, a cidade não detém tecnologias para descatar seus residuos, muitos entretanto, são reproveitados, principalemente o lixo eletronico. Passar por Juliaca pode render muitas reflexões…..

  14. Carla Says:

    Obrigada pela contribuição, Danielle! Como eu disse, mal vi Juliaca pela janelinha do táxi, então nem sabia de tudo isso…

  15. Sônia Says:

    Alguém poderia informar o preço da passagem de puno á cuzco ?

  16. Carla Says:

    Sônia, entre no site da Enjoy Peru que você descobre. O link está no corpo do texto acima. Lembre de procurar o vôo de Juliaca a Cuzco – Puno usa o aeroporto de Juliaca.

  17. Carla Says:

    Queridos, este blog foi desativado e está fechado para comentários. Todos os posts e respectivos comentários foram transferidos para a nova casa do Idas & Vindas, em http://www.idasevindas.com.br . Aguardo lá a sua visita!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: