Cuzco – o city tour I

City tour??? Como assim? (Será que consegui adivinhar a reação dos leitores desse blog ao ver a expressão “city tour” aqui em um título de post?)😉

Mesmo os que pouco freqüentam essa minha salinha de visitas já devem saber que, se tem uma coisa que eu não gosto quando se fala em viagens, essa coisa é o bendito city tour. Não tenho motivos racionais, não – é só que eu não gosto de ser levada aos lugares, prefiro ir sozinha; e talvez eu seja uma pessoa meio anti-social também (espero que não!), mas não gosto de me enfiar num ônibus com um monte de desconhecidos (ué, mas não tenho nada contra andar de ônibus comum, vai entender…😆 )

O fato é que o city tour em Cuzco é diferente… Antes de mais nada, o city tour não mostra a cidade em si (eu não disse que era diferente?!?), mas sim os sítios arqueológicos situados na cidade ou bem próximos a ela. Além disso, acho que não haveria modo de chegar a esses sítios por conta própria, muito menos dependendo de transporte público! Assim, o “city tour”, nesse caso, era um mal necessário…

Todas as agências de turismo da Plaza de Armas oferecem não apenas esse passeio, como também outros, como o Valle Sagrado, a Trilha Inca, etc. Os roteiros não costumam variar muito, mas os preços podem, sim, ser bem diferentes entre uma agência e outra. Pesquisando em 2 ou 3, nos decidimos por uma pequena agência na Calle del Comercio, onde o atendimento foi muito simpático e o city tour nos custou 15 soles por pessoa. (Como estou atrasadíssima para contar essa história, que é de praticamente 1 ano atrás, esses preços podem estar completamente defasados…)

Para ingressar nos sítios arqueológicos, o melhor a fazer é comprar um boleto turístico na Oficina de Turismo da Avenida del Sol (Arthur, obrigada pelo link!) . O bilhete dá direito a ingressar em 16 atrações, entre elas as que fazem parte do city tour e do passeio ao Valle Sagrado. O custo é de 70 soles (e apenas 40 para estudantes), e já se pode estrear o bilhete no Museo de Arte Popular, que fica no subsolo do prédio da Municipalidad del Cusco, o mesmo onde está a Oficina de Turismo.

O city tour dura toda uma manhã ou uma tarde. Contratamos o nosso para a tarde do mesmo dia e tínhamos então toda a manhã livre para passear pela cidade.

Começamos por um programinha perto do hotel, o Mercado de Cusco, junto à Iglesia de San Pedro. É um mercado de abastecimento típico, onde as pessoas também vão para tomar o café da manhã ou almoçar (e eu, claro, não tive coragem de provar nada, digamos, “suspeito”…)

Depois embarcamos em um passeio down memory lane – ou seja, pelos caminhos da memória… Explico: eu estava viajando com a minha tia Célia, que já tinha ido a Cuzco em outra ocasião, muitos anos antes. Fomos então tentar encontrar o hotel onde ela e uma amiga tinham se hospedado. Ela se lembrava mais ou menos da localização, na Plaza San Francisco – e não é que conseguimos mesmo encontrar o hotel?

O hotel tem essa linda vista para a Plaza San Francisco. Chegamos também a dar uma espiadinha no átrio:

Seguimos então para o nosso almoço (esse foi o dia do Mesón de Espaderos) e logo no início da tade estávamos a postos na Plaza del Regocijo para embarcar no ônibus e começar o nosso city tour…

18 Respostas to “Cuzco – o city tour I”

  1. Camila Says:

    Carla, eu também não tive coragem de comer nada no mercado. Ainda mais depois de ver um cachorro lambendo uns pães que estavam em uma cesta no chão…😦

  2. Carla Says:

    Cruzes, Camila, sério?!? Eu não cheguei a ver nada disso, mas não dava pra arriscar mesmo assim…

  3. Arthur Says:

    Gente, isso era apenas um toque local na comida…😀

  4. Arthur Says:

    E o city tour em Cusco é realmente interessante por levar aos sítios arqueológicos, começando pelo do Korikancha, no Convento.

  5. Mari Campos Says:

    Menina, como é gostoso voltar a ler sobre sua epopéia peruana! Continue mandando ver!😉

  6. Carla Says:

    “Toque local”, Arthur?😆

  7. Carla Says:

    Os sítios arqueológicos entram no ar hoje mesmo, se o ritmo de correção dos trabalhos finais dos meus alunos cooperar…😉

  8. Dani S. Says:

    Carla, bem vinda à terrinha! Estou acompanhando a sua saga peruana, mas estou é morrendo de vontade de saber se você gostou da correria norte-americana! Gostou de Yosemite? Aguardo os posts!:mrgreen:
    Beijo,

  9. Carla Says:

    Dani, esse roteiro californiano foi um dos melhores de todos os tempos! Foi uma pena ter sido tão corrido – foi ótimo pra dar um gostinho de “quero mais” e colocar alguns lugares na listinha de onde voltar, mas também pra dar alguns lugares por visitados. Gostei bastante do Yosemite, mas o que amei de verdade foi o Death Valley – me fez lembrar muito o Atacama! E eu também tenho um fraco por desertos…😉 Assim que eu voltar de Bs.As. e fizer uma rápida atualização vibanesca, vou começar a contar as aventuras californianas, pode deixar!

  10. Emília Says:

    Os sítios arqueológicos são imperdíveis mesmo…fizemos o nosso tour de manhã e nos empolgamos tanto que ficamos quase até o final da tarde. Como estávamos em 3, o guia nos levou no carro dele. Aliás, o Hector era ótimo, tinha super orgulho da riqueza histórica do seu povo.

  11. Carla Says:

    Emília, que barato deve ter sido esse city-tour particular!!! Preciso arranjar um tempinho pra postar a 2a.parte desse city-tour…

  12. mikix10 Says:

    Oi Carla,
    Vi que voltou para o Brasil, aproveitou bastante a terra do Tio Sam?
    Adorei esse post, aliás estou colecionando esse post do Peru, pois pretendo ir em Julho do ano que vem… ainda só bla bla bla, mas sonhar é bom… ahahah
    bjs
    Mirella (mikix.com)

  13. Carla Says:

    Mirella, aproveitei muitíssimo!!! Logo, logo, a temporada californiana vai se transformar em posts…😉

  14. Ary Brandão Pereira Filho Says:

    CARLA:
    Por favor, vc. comentou que as reservas para o trem entre Cuzco e Machu Pichu devem ser feitas com certa antecedência. Porém pelo site da oriente Express (Perurail) isto foi impossível, pois meu cartão de credito sempre é recusado. Aparentemente me pareceu que só validam cartões peruanos (os bancos citados são todos do Peru). Vc. poderia me indicar outra forma da reserva ser efetuada?
    Cordialmente,
    AB

  15. Carla Says:

    Ary, outro dia, lá no post sobre as reservas ( https://idasevindas.wordpress.com/2008/02/27/reserva-a-palavra-magica/ ), o Mauricio me disse que o site agora não aceita mais reservas como no ano passado, apenas o pagamento online com cartão de crédito Visa. Ele não chegou a comentar se experimentou pagar com o Visa emitido no Brasil. O que eu faria no seu lugar seria enviar um email para a própria Peru Rail, perguntando como fazer a sua reserva. Caso eles não façam mais a reserva antecipada, eu procuraria uma agência de viagens de Cuzco (online, não esperaria chegar lá!) e faria a reserva/compra da passagem com eles.

  16. Ary Brandão Pereira Filho Says:

    Obrigado pela dica. Realmente a reserva so é possível mediante pagamento com cartões emitidos por bancos peruanos bandeira visa, que têm convênio com a Perurail e esta não responde as mensagens que enviei. Procurarei na internet e tentarei por alguma agência de Cusco ou mesmo por algum hotel que ofereça esta possibilidade.
    Grato, AB

  17. Carla Says:

    É uma ótima opção essa de contactar o hotel, Ary! É impressionante como às vezes as coisas mudam para pior – o sistema de reservas funcionava muito bem! E só aceitar cartões peruanos não faz o menor sentido, já que a maioria dos turistas que vai a Machu Picchu é estrangeira!!!

  18. Carla Says:

    Queridos, este blog foi desativado e está fechado para comentários. Todos os posts e respectivos comentários foram transferidos para a nova casa do Idas & Vindas, em http://www.idasevindas.com.br . Aguardo lá a sua visita!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: